Psicologia

  • Considerando que o processo de formação é o elemento determinante da visão do futuro psicólogo quanto à realidade em que atuará, essa proposta objetiva gerar oportunidades para um processo de formação comprometido, prioritariamente, com as necessidades decorrentes da realidade social da comunidades em que se encontra inserida.

    A presente proposta de autorização de funcionamento do Curso de Formação de Psicólogos para o Imes de São Manuel coincide com o momento em que foram instituídas as novas diretrizes para a formação dos profissionais da Psicologia no Brasil.

    As mudanças propostas pelas Diretrizes para o curso de Psicologia, Resolução nº 8, de 7 de maio de 2004, do CNE, geraram grandes desafios para as organizações educacionais brasileiras, como a redefinição do papel das instituições de ensino, de modo que correspondam às exigências do contexto educacional atual, aproximando os processos de formação dos quais se encarregam, da maioria da população e de suas necessidades.

    No entanto, é comum a falta de proximidade dos cursos de formação com a realidade social do país, de modo que as enormes possibilidades de contribuição da psicologia à sociedade, acabam limitadas, pois, por motivos históricos, culturais e educacionais, existe a tendência a supervalorizar determinadas áreas de atuação, como a área clínica, em detrimentos de outras, quando, na realidade, os serviços de psicologia clínica são inacessíveis para grande parte da população brasileira, devido ao seu alto custo, além de perpetuarem o modelo medicamentoso, quando o ideal é que os serviços de promoção da saúde no Brasil atuem preventivamente.

    Considerando que o processo de formação é o elemento determinante da visão do futuro psicólogo quanto à realidade em que atuará, essa proposta objetiva gerar oportunidades para um processo de formação comprometido, prioritariamente, com as necessidades decorrentes da realidade social da comunidades em que se encontra inserida.

    A concepção do presente curso parte dos pressupostos antropológicos que concebem o homem enquanto um ser biológico, psíquico e sociocultural, que são dimensões intrinsecamente relacionadas, e mutuamente determinantes.

    Quanto aos princípios gerais que devem orientar a formação do psicólogo, o Instituto Municipal de Ensino Superior de São Manuel, com base nas Diretrizes para o Curso de Psicologia, de 7 de maio de 2004, do CNE, artigo 3º, assume os seguintes fundamentos:

    a) Construção e desenvolvimento do conhecimento científico em Psicologia

    b) Compreensão dos múltiplos referenciais que buscam aprender a amplitude do fenômeno psicológico em suas interfaces com os fenômenos biológicos e sociais.

    c) Reconhecimento da diversidade de perspectivas necessárias para compreensão do ser humano e incentivo à interlocução com campos de conhecimento que permitam a apreensão da complexidade e multideterminação do fenômeno psicológico.

    d) Compreensão crítica dos fenômenos sociais, econômicos, culturais e políticos do país, fundamentais ao exercício da cidadania e da profissão.

    e) Atuação em diferentes contextos considerando as necessidades sociais, os direitos humanos, tendo em vista a promoção da qualidade de vida dos indivíduos, grupos, organizações e comunidades.

    f) Respeito à ética nas relações com clientes e usuários, com colegas, com o público e na produção e divulgação de pesquisas, trabalhos e informações na área da Psioclogia.g) Aprimoramento e capacitação contínuos.

    Finalidades de formação.

    O Projeto de Curso de Psicologia aqui proposto tem, por finalidades gerais, formar profissionais capazes de:

    a) Contribuírem para a promoção da saúde para e no conjunto social mais amplo da sociedade e de sua comunidade.

    b) Assumirem o compromisso de contribuírem efetivamente para a transformação da realidade a partir do seu campo de atuação.

    c) Compreender as teorias e métodos da Psicologia, possibilitando sua utilização adequada.

    d) Identificar as raízes epistemológicas das diferentes concepções de Psicologia.

    e) Avaliar, rever e reformular a teoria para ampliar sua compreensão da realidade e contribuir para o aprimoramento dos conhecimentos psicológicos.

    f) Compreender, utilizar e avaliar as diferentes possibilidades de intervenção profissional.g) Integrar e articular a Psicologia às diferentes áreas do conhecimento compatíveis com esta ciência.

    Áreas de atuação profissional

    Curso de Formação de Psicólogos, nesta Instituição, cuidará de se instrumentalizar, em termos de recursos humanos competentes, para dar conta de cumprir o seu compromisso pedagógico e educacional de formação do aluno para as áreas indicadas a seguir:

     

    Na área de Pesquisas: Atua em estudos e projetos de pesquisas sobre comportamento e outros fenômenos psicológicos, em organizações e instituições, associações, comunidades, bem como estudos de opinião pública, dentre diversas outras possibilidades.

    Psicologia Clínica: Em consultórios, hospitais, empresas públicas e privadas, comunidades de bairro, escolas, indústrias, clubes e associações, comércios e consultórios particulares, dentre outras possibilidades.

    Psicologia Escolar: Junto a outros profissionais, realizando atividades psicopedagógicas que dêem suporte à promoção de processos saudáveis de ensino-aprendizagem, de ambientação e integração escolar, junto a clientelas de diferentes características e possibilidades de convívio. Desenvolve trabalhos a fim de identificar e superar problemas pedagógicos, psicossociais e institucionais. Auxilia a implantação de metodologias de ensino que favoreçam a aprendizagem, fazendo estudos sobre a relação professor-aluno.

    Psicologia Organizacional: Na realização de atividades de suporte psicológico em gerenciamento e psico-higiene em empresas, instituições e organizações variadas, na promoção da qualidade vida e humanização nos processos de trabalho, das finalidades organizacionais e institucionais, além de trabalhos de suporte e orientação adequados para uma melhor escolha profissional e inserção consciente e responsável dos novos trabalhadores no mercado.

    Psicologia da saúde: Integrado a outros profissionais e áreas, na promoção da saúde psíquica e da qualidade de vida nas instituições de saúde pública em geral, e concorrendo para a manutenção ou restabelecimento do equilíbrio psicológico de pacientes e seus familiares. O psicólogo colabora no planejamento de políticas de saúde, auxilia na elaboração de programas preventivos e faz pesquisas sobre saúde mental da população.

    Psicologia Social e Comunitária: Na promoção de atividades e intervenções que contribuam para um ambiente psicossocial sal´davel e íntegro, visando a promoção da qualidade de vida e da cidadania na comunidade; realiza planejamentos, executa e avalia comunitários de saúde, educação, trabalho, lazer e segurança.

    Psicologia Judiciária: Atua na investigação de contextos psicossociais particulares e grupais necessários à elaboração e fornecimento de diagnósticos que dêem subsídios a laudos fidedignos, técnica e eticamente bem fundamentados.

  • GRADE PSICOLOGIA
    Portaria C.E.E GP n.º 171/2007 de 09/05/ 2007 – DOE
    MODALIDADE: FORMAÇÃO DO PSICÓLOGO

    1º Semestre

    Disciplinas Carga horária semanal Carga horária mensal
    Psicologia, Ciência e Profissão 4 80
    Genética Aplicada à Psicologia 2 40
    História da Psicologia I 4 80
    Métodos de Pesquisa em Psicologia I 2 40
    Produção e interpretação textual 2 40
    Filosofia Geral 4 80
    Informática aplicada à Psicologia 2 40
      20 400

    2º. Semestre